sábado, 15 junho 2024
spot_img
InícioSaúdeBarracos & BabadosGlobo censura beijo gay entre Kelvin e Ramiro em Terra e Paixão

Globo censura beijo gay entre Kelvin e Ramiro em Terra e Paixão

Beijo gay voltou a ser tabu dentro da Globo. Após inúmeras reclamações públicas do elenco de Vai Na Fé, quem está sofrendo com a ordem de censura são os atores e telespectadores de Terra e Paixão. O beijo entre os personagens Kelvin (Diego Martins) e Ramiro (Amaury Lorenzo), previsto para ir ao ar na última sexta-feira (15), simplesmente foi cortado na edição exposta na TV.

Fato é que a cena já havia sido gravada e era aguardada por boa parte da audiência, pois a cena marcaria o reencontro do casal após Kelvin viajar para uma turnê internacional na companhia de Odilon (Jonathan Azevedo). Os dois estiveram muito próximos, se abraçaram, mas a cena acabou vetada.

De acordo com a Veja, a imposição da censura ao beijo veio da alta cúpula da Globo, sob a justificativa do medo de fuga da audiência, que já não é muito boa, mas que vem crescendo nos últimos dias.

Ou seja, a rejeição do público (que abraçou o casal) ao ato de amor entre duas pessoas do mesmo gênero poderia ser considerado pela emissora como responsável pela perda de Ibope.

A coluna procurou a Globo para comentar a censura ao beijo dos personagens, e a emissora informou em nota que não houve beijo nem no roteiro e nem no capítulo. Mas as fontes ouvidas dizem o contrário.

Vale lembrar que esta não é a primeira vez que os rapazes são censurados na Globo. No Domingão com Huck exibido em 10 de setembro, os atores fizeram parte da performance de Carmo Dalla Vecchia no quadro Batalha do Lip Sync, e intepretaram Britney Spears e Christina Aguilera, ao lado do competidor, que foi ao palco de Luciano Huck vestido de Madonna.

No palco, ele reproduziu a icônica performance da rainha do pop no VMA de 2003, quando ela cantou o clássico Hollywood e tascou um beijão na boca das duas cantoras. Embora Amaury e Diego estivessem caracterizados em papéis femininos e vestidos de noivas ao lado de Carmo, a Globo deixou o conservadorismo falar mais alto e não permitiu que os atores se beijassem em cena. Isso pegou muito mal.

Embora a Globo venha trabalhando em constantes campanhas internas em promoção do respeito à diversidade e tenha também aumentado o protagonismos de pessoas LGBTQIAP+ em suas produções, ela vem censurando atos que já deixaram de ser tabu, como um simples beijo entre pessoas do mesmo gênero. Um descompasso ao avanço do mundo atual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

MAIS VISTOS